Bench Learning

O principal objetivo para desenvolver atividades de bench learning é o de encontrar melhores formas de fazer as coisas, com a finalidade de melhorar o desempenho global da organização, tendo por base geralmente melhores resultados alcançados por outras organizações.

O bench learning é um processo pelo qual uma organização pode comparar o seu desempenho com outras organizações. Esta técnica pode ser uma ferramenta poderosa e eficaz para o progresso da organização, pois explora princípios básicos como «não reinventar a roda» e «aprender com os outros». A CAF, bem como outras ferramentas de análise organizacional, pode ser utilizada com esta finalidade. 

O Bench learning dá maior ênfase ao processo de aprendizagem do que ao estabelecimento de comparações com outras organizações. O objetivo do bench learning é aprender com os pontos fortes de outras organizações, bem como o que fazem bem, procurar inspiração para o seu próprio trabalho e também aprender com os erros. É um processo ativo e contínuo e não apenas uma comparação de indicadores, factos e medidas.

As boas práticas estão frequentemente ligadas intrinsecamente ao bench learning. Os parceiros escolhidos para o bench learning devem ser organizações que têm boas práticas que – quando adaptadas e implementadas na sua organização – conduzem à melhoria do desempenho. É importante notar que, quando se procura um parceiro para bench learning, a escolha não se deve limitar a organizações similares. Na verdade, a inovação é inspirada frequentemente através da aprendizagem com parceiros de outros sectores. Ao implementar na sua organização aquilo que aprendeu através do processo de bench learning, está inevitavelmente a criar as suas próprias boas práticas.

Tamanho do texto A|A|A